sexta-feira, dezembro 29, 2006

A origem do Pai Natal

Olá amigos,
Na esperança de todos terem gozado um óptimo Natal ,e já que o mercado de consumo de informação não pode parar,venho a colocar uma questão,

- De onde raio ,é que apareceu o velhinho das Barbas ???
Já que" ...saber é poder..." e um pouco de cultura geral ,não faz mal a ninguém ,aqui fica a resposta:

... O Velhinho de Barbas que viaja de trenó puxado por renas desde o Pólo Norte, para distribuir prendas pelas crianças bem comportadas, nasceu pela "pena" de um professor Norte Americano, de Grego, em 1822. Clement Moore decidiu , na vèspera de Natal, encantar os seis filhos com a história de uma personagem fictícia inspirada na vida de S. Nicolau, arcebispo de Myra, que viveu durante os séculos III e IV, misturando-a com tradições finlandesas e algumas celebrações do então folclore alemão e holandês.
O posterior sucesso do poema de Moore - "A Visit from Saint Nicholas" - desencadearia a curiosidade de alguns cartoonistas que deram então corpo e alma ao famoso Santa Claus (alteração fonética da fusão do alemão Sankt Niklaus e do holandês Sinterklaas).
No inicio a preto e branco, a imagem do Pai Natal acabou por sofrer várias evoluções ao longo de mais de século e meio.
O primeiro Pai Natal era mais do que bonacheirão (na verdade, a barriga era obscena ) e até politicamente incorrecto, pois promovia o tabagismo. Os primeiros "cartoons" - desenhados por T. C. Boyd, F. O. Darley e, sobretudo, pelo anticlerical Thomas Nast - apresentavam-no quase invariavelmente com um fumegante cahimbo na boca.
Décadas mais tarde, já com as inconfundíveis roupagens a vermelho e branco, o Pai Natal foi-se aburguesando.
As campanhas de "marketing" -sobretudo as da Coca Cola, na primeira metade do século XX - tornaram-no um ícone de Natal.
Destronou mesmo a figura de Jesus Cristo nas festas natalícias.
A igreja Católica, claro, nunca gostou muito.
Na verdade, o nosso actual Pai Natal é hoje uma paródia do original Nicolau de Myra...
in " NS' " de 23 Dezembro

E já agora que falamos nisso ,

-Porque é que te esqueces, sempre, de me trazer as minhas prendas ????
posted por Nuno Sousa

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial